Feeds:
Posts
Comentários

Lygia Fagundes Telles

Lygia Fagundes Telles, advogada, contista e romancista, nasceu em São Paulo, SP, em 19 de abril de 1923. Eleita em 24 de outubrode1985 para a Cadeira n. 16, sucedendo a Pedro Calmon, foi recebida em 12 de maio de 1987, pelo acadêmico Eduardo Portella.
Começou a escrever contos ainda adolescente. Estava na Faculdade quando seu livro Praia viva foi publicado em 1944. Em 1949, seu volume de contos O cacto vermelho recebeu o Prêmio Afonso Arinos da Academia Brasileira de Letras. Mais tarde, porém, a autora rejeitou seus primeiros escritos, por considerá-los imaturos e precipitados.
Pela sua obra literária recebeu diversos prêmios: Prêmio Afonso Arinos da Academia Brasileira de Letras (1949); Prêmio do Instituto Nacional do Livro (1958); Prêmio Boa Leitura (1964); Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro (1965); Prêmio do I Concurso Nacional de Contos do Governo do Paraná (1968); Prêmio Guimarães Rosa da Fundepar (1972); Prêmio Coelho Neto da Academia Brasileira de Letras (1973); Prêmio Ficção, da Associação Paulista dos Críticos de Arte (1974 e 1980); Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro (1974); Prêmio do Pen Clube do Brasil (1977); Prêmio II Bienal Nestlé de Literatura Brasileira Contos (1984), e Prêmio Pedro Nava, o Melhor Livro do Ano (1989).

Obras

Ciranda de pedra, romance (1954); Histórias do desencontro, contos (1958); Verão no aquário, romance (1963); Histórias escolhidas, contos (1964); O jardim selvagem, contos (1965); Antes do baile verde, contos (1970); Seminário dos ratos, contos (1977); Filhos pródigos, contos (1978); A disciplina do amor, fragmentos (1980); Mistérios, contos (1981); As horas nuas, romance (1989); A estrutura da bolha de sabão, contos (1991); A noite escura e mais eu, contos (1995). De sua obra foi publicada a Seleta, organização, prefácio e notas da professora Nelly Novaes Coelho (1971) e Os melhores contos de Lygia Fagundes Telles, seleção e prefácio de Eduardo Portella (1984); Oito contos de amor (1996).

Fonte(s):
Lygia Fagundes Telles (Biografia, VIda)

Anúncios

Cacilda Becker

Cacilda Becker

Cacilda Becker Yáconis nasceu em Pirassununga (SP) e cedo conheceu as dificuldades da vida. Quando seus pais, Alzira Yáconis Becker e Edmundo Radamés Becker, se separaram, ela e as irmãs Cleide e Dirce ficaram com a mãe. Foram morar em Santos, e apesar da falta de recursos, Cacilda conseguiu fazer os estudos de balé, e se formou professora. Mudou-se, então, para São Paulo, mas foi trabalhar como escriturária numa firma de seguros.
Em 1948, o Teatro Nacional Popular, no Rio de Janeiro, foi fundado por Maria Della Costa, com Ziembisnky no elenco. Cacilda, em São Paulo, ingressou no Teatro Brasileiro de Comedia (TBC). Também passou a lecionar interpretação na recém inaugurada Escola de Arte Dramática de São Paulo (EAD).
Em 6 de maio de 1969, durante uma apresentação, sofreu um derrame cerebral em conseqüência do rompimento de um aneurisma. Morreu aos 48 anos, depois de 38 dias em coma no Hospital São Luís, em São Paulo.

Fonte(s):
Cacilda Becker – Biografia – UOL Educação

Olá!

Seja bem vindo(a) ao nosso blog que está relacionado com a Guerra Civil Espanhola, matéria de História do Ensino Médio.

    Para consultar nossa galeria de imagens, vá no menu logo acima do site na aba Galeria.
    Para consultar todas as matérias em nosso blog vá ao menu logo acima do site na aba Matérias.
    Para saber um pouco mais sobre o site e entrar em contato, vá ao menu logo acima do site e clique na aba Sobre.